Tags

, , , , , ,

Ele não é novidade, pois desde a antiguidade há registros sobre o uso do sofá, porém foi somente nos tempos da industrialização que se tornou objeto imprescindível nas residências. Tudo isso porque carrega uma característica que nenhuma outra mobília possui: o extremo conforto.

Avançando um pouco mais na linha do tempo, chegamos a uma outra vertente dos sofás: a estética funcional. E as inúmeras opções no mercado, com variações que vão da estrutura aos revestimentos, deixam dúvidas na hora de escolher o melhor modelo.

Dessa forma, comprar um sofá tornou-se um desafio para a maioria das pessoas. Que modelo escolher? Qual tipo ficará mais bonito no ambiente que se pretende compor? E o tecido, qual tem maior durabilidade? Além disso, há a preocupação com a qualidade do produto, afinal não vale a pena investir em uma peça bonita, mas que vai durar pouco tempo.

No living os sofás devem ser mais firmes, não muito profundos e com tecidos mais nobres e neutros

Pensando nisso, listamos a seguir algumas dicas que o consumidor deve levar em consideração na hora de adquirir seu estofado. Confira:

1 – Para acertar na opção e não errar na composição, o primeiro passo é avaliar o objetivo, o local onde ele será colocado e a sua finalidade. Defina qual o ambiente que o sofá irá compor: por exemplo, no living eles devem ser mais firmes, não muito profundos e com tecidos mais nobres e neutros, para combinar com qualquer tipo de decoração; já em um home, a indicação vale para os mais macios, profundos, com tecidos de fácil limpeza e que não escorreguem.

2 – As medidas do ambiente são necessárias, não só o comprimento, mas também a profundidade. Não é aconselhável uma peça que fique bonita e desproporcional;

3 – Atenção às estruturas internas do sofá! Elas devem ser de metal ou madeira maciça para garantir a durabilidade e resistência que você quer;

4 – É importante que seja conferida a procedência das espumas;

5 – Se for comprar um sofá retrátil, evite os tecidos com algum tipo de relevo;

6 – Sofás ocupam espaço e têm grande importância na ambientação, por isso prefira tons neutros e claros, abusando das estampas somente em peças complementares, como poltronas e almofadas;

7 – Cuidado com tecidos sintéticos: em regiões quentes, prefira tecidos com maior percentual de fios naturais;

8 – O mais importante é que você se sinta bem com seu sofá, tanto no que se refere ao visual quanto ao conforto! Ele tem que agradar. Tem que ter a ‘sua cara’ e o seu jeito.

Conheça modelos de sofás criados pela Marka Estofados clicando aqui.

Anúncios