Tags

, , , , , , ,

Todo mundo sabe que tecidos deixam a casa mais bonita e confortável. Mas quando se fala em combinar cortinas com o resto da decoração, a coisa pode complicar. O primeiro passo para acertar nessa combinação é lembrar que eles não são meros enfeites. As cortinas podem vedar a iluminação externa e garantir um sono dos deuses, ou ainda controlar o nível de iluminação para que o ambiente fique confortável e agradável aos olhos. Por isso é importante atentar para alguns detalhes antes de escolher a sua. Veja algumas dicas:

Se as paredes do cômodo forem muito claras…

Invista numa cortina com forro branco ou creme e num cetim ou voal de cor forte, liso, bordado ou estampado. Os outros objetos devem ser o mais neutros possível, sem muitos detalhes nem cores chamativas. Isso dá equilíbrio ao ambiente.

Se o sofá ou a parede forem decorados…

Fuja de tecidos estampados, para não sobrecarregar demais o ambiente. Nesse caso, prefira usar cortinas lisas e em tons neutros, como bege, branco e creme. Essa dica vale também para quartos com edredons muito estampados.

Se você mora num lugar quente…

Esqueça aquela cortina pesadona na sala. Escolha um modelo claro e leve, que balance com o vento. Invista numa cortina de voal branco ou num tecido levemente rendado. Modelos de crochê também são ótimos nesses casos.

Se sua janela pega muito sol…

Evite panos muito escuros. A incidência direta da luz do sol faz com que eles desbotem rapidamente. Prefira tecidos opacos, como um algodão grosso ou mesmo o voal com forro de tergal.

Persianas compensam falta de espaço

Esses modelos são adequados para ambientes reduzidos, quando há escrivaninha ou cômoda perto da janela. Além disso, são fáceis de limpar e perfeitas para quem é alérgico.

Varão à mostra é bonito e barato!

Fixar a cortina em um varão é solução simples para quartos e salas. O comprimento longo, do teto ao chão, dá a sensação de paredes mais altas. Invista em cortinas com furos arrematados com ilhoses.

Anúncios