Tags

, , , , ,

Os momentos mais gostosos de um lar podem ser desfrutados na sala de jantar. Pode ser com a família toda reunida ou num jantarzinho romântico, elaborado com carinho e muito esmero em cada detalhe. E para que tudo saia perfeito, é preciso ter um ambiente bonito e estar confortável. Isso significa que, tão importante quanto pensar nos pratos a serem servidos à mesa, é dar atenção especial à escolha das cadeiras.

No momento de compor a sala de jantar, as cadeiras têm que “conversar” com as outras peças e criar um ambiente harmônico e agradável. “A escolha desta peça não depende do estilo da mesa, mas do ambiente e do conjunto desejado. O importante é criar um espaço que seja convidativo”, orientam Roziane Faleiro e Patrícia Guerra, da Faleiro Guerra Arquitetura.

Neste projeto, as designers de interiores Ana Karina Chaves e Klazina Norden, da AKinteriores, especificaram uma mesa de vidro temperado com cadeiras de design contemporâneo, o que valorizou ainda mais o espaço

O diálogo entre os objetos é importante, no entanto as profissionais da Akinteriores, Ana Karina Chaves e Klazina Norden, garantem que o contraste entre as peças podem trazer boas surpresas: “Pode-se optar por tampos de mesas em materiais como granito, mármores, vidros temperados, laqueados e cristais e inserir bases totalmente diferentes, criando, assim, um ambiente moderno, que se completará com cadeiras de design contemporâneos ou mesmo com o desenho mais antigo. Desta forma, têm-se um novo estilo, totalmente inusitado e bonito”.

Mas de nada adianta ser bonito se não for confortável. Por isso, algumas condições de ergonomia devem ser analisadas. “Dê preferência aos assentos estofados e encostos de movimento que acompanhem a coluna. O ideal é que seja leve no manuseio e com estrutura que permita maior durabilidade”, recomendam Roziane e Patrícia. Já as profissionais da Akinteriores ressaltam que “as cadeiras com espaldar mais alto oferecem maior comodidade”.

Segundo as profissionais da Faleiro Guerra Arquitetura, Patrícia Guerra e Roziane Faleiro, a escolha das cadeiras não depende do estilo da mesa, mas devem estar em total sintonia com o ambiente

Outro detalhe que merece atenção é o tecido do estofado da cadeira. Nem todos podem ser impermeabilizados, como reforçam Ana Karina e Klazina: “Os tecidos de veludo, camurças e até mesmo o couro não aceitam impermeabilização, alguns tipos de seda também não, e ficam sujeitos a manchas”. A dica da Faleiro Guerra é utilizar sempre tecidos de fácil manutenção, principalmente para quem tem crianças em casa. “Há sempre o risco de cair alimento”, advertem. Uma ótima sugestão, agora da Akinteriores, é optar pelo facto. “Este tecido é moderno e muito procurado por quem tem crianças, por ser impermeável”, destacam. Em geral, vários tecidos permitem a impermeabilização, que deve ser aplicada por empresas especializadas.

Anúncios