Tags

, , , , , , ,

Renovar a casa sem gastar muito é possível e quase não exige trabalho, quando a solução está em decorar o ambiente com plantas. De acordo com o espaço e a luminosidade disponível, pode-se fazer uso de vasos e cultivar espécies que vão dar novo ar ao interior, deixando-o mais convidativo e agradável. Para aqueles que ainda têm ressalvas quanto ao tempo que a atividade pode consumir, vale destacar que o cultivo de plantas pode adequar-se à disponibilidade de tempo do dono da casa, pelo uso de espécies que requerem poucos cuidados e não precisam ser irrigadas todos os dias.

De acordo com a paisagista Marizeth Estrela, a escolha de um conjunto de vasos de diferentes tamanhos para decorar a casa com plantas é uma boa opção. Outra dica é avaliar a quantidade de luz direta e indireta antes de se escolher o lugar em que os vasos serão dispostos. “Em casa, o ideal é a utilização de cachepôs porque permitem a troca constante das espécies por não estarem plantadas diretamente em seu interior. Assim, quando uma planta não estiver florida, por exemplo, pode ser substituída por outra”, explica a paisagista. A sugestão, segundo Marizeth, é válida para as plantas de menor valor comercial, em que a troca não afetará o orçamento.

Plantas dentro de casa/Reprodução

A paisagista lembra que os vasos devem estar de acordo com decoração do ambiente. “Vasos de cerâmica vietnamita, de fibra, entre outros modelos, podem ser utilizados caso o intuito seja valorizar uma decoração clássica e sofisticada”. O ideal é dar preferência a opções com características em comum, como cor, material e formato para não errar. Variar nos tamanhos para proporcionar um visual descontraído também vale como dica. “Antes de comprar uma planta, avaliar a cor, a saúde (viço das folhas) e a procedência são sempre indicações importantes. Da mesma forma, caso a disponibilidade dos donos da casa seja restrita, considerar plantas menos exigentes em relação aos cuidados necessários. Entre elas, a Ficus Alii, Ficus Benjamina, Espada Cilíndrica (Sanseveria) e a Zamioculcas são boas escolhas, conclui a paisagista.

Ferramentas para começar

Qualquer pessoa que queira adotar a jardinagem como hobby pode começar o cultivo com o auxílio de algumas poucas ferramentas, indispensáveis para o manuseio das espécies. Confira quais são e para que servem as ferramentas básicas para quem pretende aderir à jardinagem:

Pazinha larga: compacta para facilitar trabalhos em terraços, canteiros e jardineiras, essa ferramenta é utilizada para a retirada/depósito de materiais como adubos. O cabo ergonômico facilita o manuseio e proporciona maior comodidade durante a execução dos trabalhos.

Garfo largo: para a manutenção rotineira do vaso ou da horta é importante que se tenha um cultivador ou um sacho para o preparo do solo e remoção de ervas daninhas. Além da finalidade a que se dedicam, existem opções quanto ao material dessas ferramentas: as ferramentas de fibra de vidro são caracterizadas por sua leveza e resistência, além de serem fáceis de limpar e resistir a intempéries; já as ferramentas de alumínio são fabricadas em peça única à base de alumínio polido, combinando leveza e resistência, e possuem cabo ergonômico revestido com grip emborrachado que permite melhor encaixe da ferramenta à mão e mais conforto durante a execução dos trabalhos.

Transplantador: os transplantadores têm a função de retirar a terra necessária para acomodação da planta ao vaso. É importante que os transplantadores possuam marcadores de profundidade, pois cada planta exige uma determinada profundidade de plantio em função do ritmo de crescimento da raiz (em geral a profundidade é especificada na embalagem de sementes e bulbos).

Tesoura para colheita e poda: as podas variam de acordo com a planta e são muito importantes, pois permitem a renovação de galhos e flores necessária ao bom desenvolvimento da planta. Na hora da colheita, a tesoura também deve ser utilizada. Para essas atividades, existem modelos de tesouras desenvolvidas com os mais diversos materiais e características para se adaptar à necessidade de cada usuário. Uma opção para a colheita de frutas, flores, corte e poda de pequenos caules é a tesoura para colheita.

Enxadinha: para romper superfícies e retirar ervas daninhas cortadas pela raiz.

Anúncios