Tags

, , , , , , ,

Um estudo recente da Flowers and Plants Association sugere que algumas flores, como rosas e lírios, ao liberarem as substâncias químicas responsáveis pelo aroma, estimulam a liberação de endorfinas (hormônios neurotransmissores ligados à sensação de prazer e bem-estar), ajudando corpo e mente no processo de relaxamento.

Para saber quais flores são ideais para ter na sua casa, a paisagista Emanuele, da Cia das Flores, dá algumas dicas. Confira:

Plantas para quem tem pouco tempo para cuidar

● O cactus, por exemplo, precisa ser regado uma vez por mês no verão e apenas três vezes durante todo o inverno.

Reprodução● A orquídea também dispensa água diariamente, a flor deve ser regada uma vez por semana durante o verão, número que diminui no inverno, quando ela precisa de água uma vez em cada duas semanas. Se forem bem cuidadas podem durar cerca de três meses.

● Algumas dispensam o excesso de sol, como a amarylis, que é ideal para ambientes internos, além de ser bastante resistente.

Flores de corte (para arranjos)

O cuidado primordial para manter a durabilidade das flores é manter água e vaso limpos. O recomendado é lavar bem o vaso a cada 2 ou 3 dias. Poucas gotas de água sanitária ou cloro, diluídas em água podem ser uma boa opção. “Seguindo esses cuidados, as flores costumam durar de 7 a 10 dias”, indica Emauele.

Com esses cuidados, é só escolher a flor de acordo com o seu ambiente. Nos quartos, a paisagista indica flores sem muito perfume, e de tons claros para harmonia e romantismo, como astromélias e rosas.

Na sala de jantar e estar, flores grandes, com maior destaque para alegrar o ambiente, como gérberas, orquídeas, lírios, estrelítzia.

Na cozinha, plantas sem cheiros para não influenciar nos alimentos, temperos são sempre sugestivos, pois ficam de fácil utilização, como violetas, e temperos diversos. (Fonte: Casa e Jardim)

Anúncios