Tags

, , , , , ,

O cantinho da bagunça na sala ou no quarto das crianças evoluiu, ganhando nome e status: é a brinquedoteca, o sonho de consumo de muitos pais e filhos. Ter um quarto lúdico em casa é oferecer um espaço específico para estimular a criança a aprender brincando. Afinal, é enquanto se divertem que elas aprendem a conviver, ganhar e perder, esperar sua vez, além de se desenvolverem física e psicologicamente.

Mas, em tempos de espaços cada vez mais reduzidos, como dispor de um ambiente exclusivo para a diversão da garotada? A resposta esta na otimização dos espaços e na criatividade. É logico que a tarefa é mais fácil quando há um local especialmente projetado para abrigar a brinquedoteca, mas também é possível criar um ambiente especial naquele quartinho que você guarda toda a bagunça da casa.

Brinquedoteca/Reprodução

Comece fazendo uma limpeza neste cômodo. Descarte tudo que não tem utilidade ou que esteja a mais de dois anos sem uso. Depois viabilize outros lugares da casa para guardar o que você retirou de lá.

Uma vez vazio, é hora de pensar na decoração do quarto. Ao planejar uma brinquedoteca priorize um lugar iluminado e arejado, de preferência naturalmente, que represente conforto e segurança para o seu filho. O ambiente deve incluir um cantinho da leitura (com uma pequena estante para livros), jogos de montar, papéis e lápis para pintar e desenhar, prateleiras para organizar carrinhos ou bonecas, mesinhas, lousas, (ou paredes com tinta espedial para riscar com giz), entre outros atrativos.

Segurança em primeiro lugar

Ao projetar este espaço tenha sempre em mente a segurança das crianças. Objetos pontiagudos, brinquedos quebrados (partidos ou faltando pedaços) e peças pequenas (no caso das crianças menores) devem ser abolidos, para prevenir os acidentes domésticos. Também é muito importante que o espaço de brincar seja limpo diariamente para evitar alergias e problemas respiratórios, uma vez que brinquedos costumam acumular poeira.

O piso da brinquedoteca deve ser, preferencialmente, emborrachado, que minimiza o risco de quedas e amortece o impacto. Tapetes de atividades coloridos são ótimas opções. Para que seja um local seguro, invista em poucos móveis (sem quinas e com proteção) e em brinquedos que tenham o selo de aprovação do Inmetro.

Brinquedoteca2/Reprodução

A brinquedoteca deve ser atraente, sem ser cansativa para a criança. Por isso, abusar das cores de forma desordenada pode deixar o ambiente pesado e até irritá-las, devido ao excesso de estímulo visual. Prefira tons claros com estímulos visuais específicos que tenham significado para a criança, como quadros com personagens e pinturas com formas geométricas, por exemplo.

Depois que o espaço estiver pronto e decorado, lembre-se de que é importante que você compartilhe com seu filho momentos de diversão e aprendizado. Por isso, nada deixar o pequeno isolado na brinquedoteca: deite-se no chão com ele e desfrute de momentos inesquecíveis (para você e para ele)! (Fontes: Blog Assim Eu Gosto, Bebe.com.br e Portal Bonde)

Anúncios