Tags

, , , , ,

Elas ajudam a dividir e integrar ambientes, não ocupam muito espaço e podem ser ótimos artigos de decoração. Charmosas e funcionais, as divisórias também favorecem a circulação de ar e dão mais privacidade aos ambientes. Na hora de escolher uma divisória, atente para a decoração dos cômodos que ela vai separar, para que o recurso não destoe do resto da casa.

As divisórias podem ser feitas dos mais diversos materiais, que vão desde a madeira até o ferro e o concreto. Para a professora de design de interiores do Centro Universitário Belas Artes, Tatiana Simão, as decorações clássicas pedem elementos revestidos em tecido ou painéis de madeira. Já os mais modernos podem optar por divisórias de vidro, por exemplo.

No caso do vidro a vantagem está em dividir dois ambientes sem perder a sensação de amplitude. Para quem quer privacidade, uma cortina de um dos lados da divisória ajuda a manter o clima intimista sempre que necessário. Outra ideia para quem quer ambientes privativos são as divisórias vazadas, que dividem, mas não isolam por completo e ainda deixam o ambiente mais acolhedor. Cômodos pequenos também podem receber vidro nas divisórias.

Os móveis também são ótimos para cumprir a função de divisórias. Prateleiras, por exemplo, podem substituir paredes e ainda serem aproveitadas na decoração. Tapetes também demarcam espaços e até sofás ou aparadores ajudam a dividir ambientes. O importante é usar a criatividade. (Fonte: iG)

Anúncios