Tags

, , , ,

Tempo frio não é sinônimo de jardim ressecado e sem vida. Muitas flores se adaptam perfeitamente ao clima do outono/inverno, proporcionando um visual mais colorido mesmo com baixas temperaturas. Confira a seguir quais são essas espécies e saiba como ter um cantinho verde e saudável durante a estação mais fria do ano. As dicas foram listadas pelo engenheiro agrônomo Rodrigo Oliveira, para a revista Casa e Jardim.

Entre as espécies que mais se adaptam às baixas temperaturas destacam-se:

Reprodução

Cerejeira – Do fim do inverno ao começo da primavera, as flores da árvore símbolo da cultura japonesa desabrocham, principalmente em regiões de clima frio. Cresce até 10 metros de altura.

Rosa – Ela deve ser plantada em canteiros de terra fértil, em conjuntos ou em maciços isolados. Suas hastes com espinho têm crescimento entre 1,50 e 2 metros de altura.

Glicínia – A trepadeira de inflorescência azul-violeta é uma alternativa para pergolados e cercas vivas. Prefere regiões de frio intenso, como o sul do país, onde produz até frutos.

Manacá-da-serra – Árvore nativa brasileira, a espécie impressiona por suas flores roxas desenvolvidas no inverno, ao contrário da forma arbórea que floresce no verão. Cresce entre 2 e 4 m de altura.

Azaleia – Originário da China, o arbusto cresce, em média, 2 metros de altura e produz flores em várias colorações: brancas, vermelhas e róseas. Floresce principalmente entre maio e agosto. A poda só pode ser realizada após o seu florescimento.

Lavanda – Cobiçada pelo seu aroma, a herbácea perene de inflorescência lilás e azul está presente em qualquer hortinha. Gosta do sol e aprecia o frio.

Camélia – Vindo do oriente, o arbusto originalmente de flores vermelhas também possui variedades róseas, brancas e bicolores. Cultivado em pleno sol, atinge 6 metros de altura.

Dicas importantes

1 – Algumas pragas e doenças aparecem neste período, principalmente em regiões de umidade intensa. Espante lesmas e caramujos com soluções caseiras, à base de fumo ou naturais, com vinagre e alho, que são menos agressivos à planta.

2 – Como a evaporação da água na terra é menor no inverno, a quantidade de regas deve ser reduzida. Vale a regra: finque o dedo na terra para sentir se está seca e regue-a pela manhã.

3 – Não adube o solo. O ideal é que esse procedimento aconteça mensalmente entre a primavera e o verão, já que as espécies ficam em dormência no inverno.

4 – Aproveite a estação para fazer remoções de galhos doentes ou secos. Atenção: não realize este procedimento nos arbustos e árvores floridos, o que pode prejudicar a planta.

Anúncios