Tags

, , , ,

Em meados dos anos 20, quando tudo era proibido, Coco Chanel apresentou às mulheres uma coleção inspirada nos uniformes dos marinheiros norte-americanos. As peças combinavam as cores tradicionais do estilo náutico ou navy: azul, vermelho e branco. Depois disso, a moda tricolor reapareceu nos anos 50 e 80, e continua em alta até hoje graças a sua tradição e elegância.

Reprodução

Tanto na moda quanto na decoração, o navy consegue ser clássico e despojado ao mesmo tempo. Para compor um visual navy algumas características são básicas, como as cores, as listras, detalhes dourados, além de âncoras, cordas, conchas e correntes. Mesmo assim, sempre é possível inovar. Colocar um toque de amarelo ou laranja na composição para substituir o vermelho é uma opção.

Na decoração, o estilo náutico pode estar presente em almofadas, cortinas, mantas, mobiliários e objetos que seguem esta inspiração: quadros temáticos, boias salva-vidas, bússolas, figuras de peixes, minifaróis e barquinhos.

Reprodução

Se você busca um estilo chique, mas descolado de decoração, deve considerar a possibilidade de incluir o navy nos ambientes. E engana-se quem pensa que o estilo é uma inspiração apenas para as casas de praia.  O tema está presente inclusive em ambientes urbanos e pode decorar salas, quartos (principalmente de crianças) e até mesmo banheiros.

Além dos elementos náuticos, o uso dos tons de azul com branco, coordenados com vermelho e amarelos, é essencial nesse estilo. “Papel de parede listrado, sofás confortáveis e aconchegantes, estampas bem feitas e sofisticadas também compõem muito bem o visual navy”, orienta a designer de interiores Fernanda Moreira. Ela ainda ressalta a importância da presença de móveis de madeira mais elaborados para fazer jus ao ambiente com essa tendência.

Reprodução

A decoração náutica não tem segredos, mas, como qualquer composição, exige bom senso. Lembre-se que o estilo deve gerar um bom apelo visual e todos os tons devem estar em harmonia.

Anúncios